Arquivos do Autor: Overqüil Comtrema

Sobre Overqüil Comtrema

overquil.wordpress.com

Populismo e o Espelho da Democracia, por Francisco Panizza

O Overqüil selecionou e traduziu alguns trechos da introdução do livro Populism and the Mirror of Democracy. Populism and the Mirror of Democracy, edição e introdução de Francisco Panizza, Verso Books, Londres, 2005.   Populismo e o Espelho da Democracia Introdução

Populismo e o Espelho da Democracia, por Francisco Panizza

O Overqüil selecionou e traduziu alguns trechos da introdução do livro Populism and the Mirror of Democracy. Populism and the Mirror of Democracy, edição e introdução de Francisco Panizza, Verso Books, Londres, 2005.   Populismo e o Espelho da Democracia Introdução

O Vermelho e o Preto; por Seth Ackerman

O motor do capitalismo é o lucro. Qual seria o do socialismo? O texto abaixo, traduzido pelo Overqüil, foi originalmente publicado na revista Jacobin e pode ser acessado aqui.   O Vermelho e o Preto por Seth Ackerman [tradução Overqüil]  

O Vermelho e o Preto; por Seth Ackerman

O motor do capitalismo é o lucro. Qual seria o do socialismo? O texto abaixo, traduzido pelo Overqüil, foi originalmente publicado na revista Jacobin e pode ser acessado aqui.   O Vermelho e o Preto por Seth Ackerman [tradução Overqüil]  

Heróis, massacre e suicídio; por Franco ‘Bifo’ Berardi

Tradução do capítulo de abertura do livro Heroes: Mass Murder and Suicide, de Franco Berardi. Quatro Notas à Guisa de um Prólogo Franco Berardi [Trad. Overqüil] 1 Decidi escrever este livro em julho de 2012, depois de ler sobre o

Heróis, massacre e suicídio; por Franco ‘Bifo’ Berardi

Tradução do capítulo de abertura do livro Heroes: Mass Murder and Suicide, de Franco Berardi. Quatro Notas à Guisa de um Prólogo Franco Berardi [Trad. Overqüil] 1 Decidi escrever este livro em julho de 2012, depois de ler sobre o

Balibar: o porvir cidadão

Entrevista com Etienne Balibar, por Veronica Gago, no Lobo Suelto, 19/4/15 | Trad. Silvio Pedrosa. Originalmente publicado no portal da UniNômade Brasil. Pergunta: Você afirma que o neoliberalismo se expressa numa forma de governança que é uma forma de “estatismo

Balibar: o porvir cidadão

Entrevista com Etienne Balibar, por Veronica Gago, no Lobo Suelto, 19/4/15 | Trad. Silvio Pedrosa. Originalmente publicado no portal da UniNômade Brasil. Pergunta: Você afirma que o neoliberalismo se expressa numa forma de governança que é uma forma de “estatismo

A nova razão do mundo – Pierre Dardot & Christian Laval

A nova razão do mundo; ensaio sobre a sociedade neoliberal [Verso Books, Londres, 2013, 352 páginas, encontre aqui] por Pierre Dardot e Christian Laval Introdução à edição inglesa [trad. Overqüil] ‘Ainda não terminamos com o neoliberalismo’: essa era a frase de

A nova razão do mundo – Pierre Dardot & Christian Laval

A nova razão do mundo; ensaio sobre a sociedade neoliberal [Verso Books, Londres, 2013, 352 páginas, encontre aqui] por Pierre Dardot e Christian Laval Introdução à edição inglesa [trad. Overqüil] ‘Ainda não terminamos com o neoliberalismo’: essa era a frase de

O Nascimento do Território; por Stuart Elden

Trecho introdutório do livro The Birth of Territory, de Stuart Elden. Após o texto, e as notas, reproduzimos o índice do livro. [The Birth of Territory, de Stuart Elden. University of Chicago Press, 2013, 488 páginas] O Nascimento do Território Stuart Elden

O Nascimento do Território; por Stuart Elden

Trecho introdutório do livro The Birth of Territory, de Stuart Elden. Após o texto, e as notas, reproduzimos o índice do livro. [The Birth of Territory, de Stuart Elden. University of Chicago Press, 2013, 488 páginas] O Nascimento do Território Stuart Elden

O legado de Destutt de Tracy; por Iain MacKenzie e Sinisa Maleseviç

O Overqüil selecionou e traduziu alguns trechos da introdução do livro Ideology After Poststructuralism, editado por Iain MacKenzie e Sinisa Malesevic. Confira o texto: O legado de Destutt de Tracy por Iain MacKenzie e Sinisa Maleseviç Ao contrário de muitos outros conceitos na teoria

O legado de Destutt de Tracy; por Iain MacKenzie e Sinisa Maleseviç

O Overqüil selecionou e traduziu alguns trechos da introdução do livro Ideology After Poststructuralism, editado por Iain MacKenzie e Sinisa Malesevic. Confira o texto: O legado de Destutt de Tracy por Iain MacKenzie e Sinisa Maleseviç Ao contrário de muitos outros conceitos na teoria

Esta civilização acabou. E todos sabem disso; por MacKenzie Wark

Abaixo a transcrição da fala de MacKenzie Wark que marcou o lançamento de seu último projeto Molecular Red: Theory for the Anthropocene [encontre o livro aqui]. Originalmente publicado em versobooks.com/blog. Traduzido pelo Overqüil. Esta civilização acabou. E todos sabem disso.

Esta civilização acabou. E todos sabem disso; por MacKenzie Wark

Abaixo a transcrição da fala de MacKenzie Wark que marcou o lançamento de seu último projeto Molecular Red: Theory for the Anthropocene [encontre o livro aqui]. Originalmente publicado em versobooks.com/blog. Traduzido pelo Overqüil. Esta civilização acabou. E todos sabem disso.

Medo de um Planeta Capitalista

Os astrônomos olham para as estrelas, mas enxergam apenas eles mesmos. por Keith A. Spencer [originalmente publicado em jacobinmag.com em 15/04/2015. Tradução Overqüil] Você já viu um alien? Os cientistas também não, mas isso não os impedem de especular que extraterrestres imperialistas

Medo de um Planeta Capitalista

Os astrônomos olham para as estrelas, mas enxergam apenas eles mesmos. por Keith A. Spencer [originalmente publicado em jacobinmag.com em 15/04/2015. Tradução Overqüil] Você já viu um alien? Os cientistas também não, mas isso não os impedem de especular que extraterrestres imperialistas

Mészáros: A disputa pelo Estado

Originalmente publicado no blog da Boitempo. No contexto do lançamento de seu novo livro, A montanha que devemos conquistar: reflexões acerca do Estado, o filósofo marxista húngaro István Mészáros concedeu uma longa entrevista a Leonardo Cazes para o jornal O

Mészáros: A disputa pelo Estado

Originalmente publicado no blog da Boitempo. No contexto do lançamento de seu novo livro, A montanha que devemos conquistar: reflexões acerca do Estado, o filósofo marxista húngaro István Mészáros concedeu uma longa entrevista a Leonardo Cazes para o jornal O